O viajante do século

Código: 160068 Marca:
Ops! Esse produto encontra-se indisponível.
Deixe seu e-mail que avisaremos quando chegar.
Alemanha, século XIX. Na cidade de Wandernburgo, um viajante enigmático desce de sua carruagem e bate à porta de uma pousada. Hans pretende descansar e continuar sua jornada, mas logo é atraído pela cidade cujas ruas parecem mudar de lugar a cada dia. Quando está prestes a partir, a sabedoria de um velho tocador de realejo faz com que, intrigado, fique mais alguns dias. Hans se dispõe a ir embora novamente, mas conhece a inteligente e insinuante Sophie, por quem se apaixona. No entanto, há uma questão que se coloca entre eles: ela foi prometida a um membro de uma das famílias mais notáveis do vilarejo, e qualquer mudança de rumo trará consequências fatais. A labiríntica Wandernburgo é uma cidade irreal mas seus habitantes - com suas questões políticas, sociais e literárias - nos levam a refletir sobre temas tão reais quanto eternos: a transformação pelo amor e pela literatura, e o que de fato vale a pena em meio ao progresso material. A partir de um microcosmo imaginado, Andrés Neuman discute em O viajante do século questões políticas, sociais e literárias do século XIX, mas de uma forma inusitada: com o olhar de um observador do século XXI. Selecionado pelos jornais El País e El Mundo como um dos cinco melhores romances em língua espanhola de 2009, a obra condensa e discute os conflitos da Europa antiga e moderna, por meio de uma história repleta de mistério, humor e paixão. Andrés Neuman conta que investigou muito sobre a época pós-napoleônica, a Revolução Industrial e o início do feminismo para escrever o romance e 'poder inventar melhor'. Trabalhou durante seis anos, dos quais 730 dias passou só fazendo anotações e construindo os personagens. Demitiu-se do cargo de professor de Literatura Hispano-Americana na Universidade de Granada para se dedicar totalmente à escrita, o que lhe valeu o Prêmio Nacional da Crítica na Espanha, em 2009, e o Prêmio Alfaguara de Romance. 'Foi um ato de fé. Preferia fracassar a ficar imaginando o que poderia ter feito. Para sobreviver ia escrevendo artigos, dava conferências, mas fiquei sem salário. Só não me prostituí. Também, não iam me pagar muito', diz o bem-humorado autor. Antes de O viajante do século, Neuman foi professor de futebol e vendedor de sorvetes, mas não demorou a alcançar reconhecimento como escritor. De Roberto Bolaño ouviu simplesmente: 'A literatura do século XXI estará nas mãos de Andrés Neuman e de muito poucos dos seus irmãos de sangue.' O jovem escritor nascido na Argentina mas criado na Espanha, não queria acreditar em tamanho elogio. Ligou para o autor de '2666' e bastou uma conversa para se tornarem amigos. Falaram durante horas sobre poesia japonesa, arquitetura e rock'n'roll. Viram-se apenas uma vez e mantiveram uma amizade epistolar e telefônica até a morte de Bolaño, em 2003. Neuman costuma dizer que a literatura para ele é tão importante que há um antes e um depois de aprender a escrever: 'Era triste, não sei por que, até que descobri a escrita e comecei a inventar histórias. Gostava de mentir. Se a minha mãe me perguntava pela escola, inventava logo um incêndio, com carros dos bombeiros. Escrever é uma dependência, uma necessidade. Quando acabo um livro é como se a minha família tivesse morrido.' ISBN: 9788579620584 AUTOR: Neuman, Andrés

Produtos relacionados

Sobre a loja

. . Com a Bok2, o leitor poderá comprar títulos de grandes e pequenas editoras parceiras. Nós vendemos, imprimimos sob demanda e enviamos para qualquer lugar do país, sempre mantendo o nosso compromisso com a sustentabilidade.

Pague com
  • Pagar.me
  • PagSeguro
Selos

Bok2 Impressos Personalizados - CNPJ: 25.403.659/0001-10 © Todos os direitos reservados. 2021